Guia completo sobre migração de plataforma que você deve conhecer

por Junior Brandão

Ao criar uma loja virtual utilizando uma plataforma de e-commerce, as principais preocupações são geralmente o valor da mensalidade, o layout atrativo, a forma de pagamento e o frete disponível.

Com o crescimento do negócio, você percebe que precisa de funcionalidades extras. Afinal, a fragilidade, a limitação, o fluxo de acesso ou a incompatibilidade com as demandas da empresa, deixam os sistemas sobrecarregados e instáveis. Nesse momento, você percebe que a migração de plataforma é a melhor opção.

De acordo com um estudo divulgado pela Forrester, em 2018, 57% dos tomadores de decisão de negócios digitais de varejo decidiram migrar seu sistema e-commerce. Embora pareça ser um processo complicado, sobretudo quando realizada sem um planejamento adequado, a migração pode trazer excelentes retornos para seu negócio.

Para isso, é necessário conhecer os desafios da migração e tomar alguns cuidados para que a mudança seja favorável e não afete negativamente o desempenho do negócio.

Quer saber mais sobre migração de plataforma? Acompanhe o guia completo que elaboramos, e conheça os principais aspectos desse assunto, os cuidados que precisam ser tomados e a importância de contar com o auxílio de uma agência. Continue a leitura e confira!

Migração de plataforma — o que é e como funciona

O processo de migração de plataforma nada mais é que a transferência de todo conteúdo do seu e-commerce para um novo serviço contratado.

Por ser um processo complexo, com muitos desafios, além de a plataforma atual conter dados extremamente importantes para o lojista, esse processo de migração necessita de muito cuidado e atenção. No entanto, é necessário para a maioria das empresas em expansão e varejistas de comércio eletrônico.

Para garantir que a migração obtenha sucesso, existem algumas etapas básicas a serem seguidas. Além disso, é necessário contar com o auxílio de um planejamento, de listas de verificação e da colaboração da sua equipe e seu parceiro de migração para fazer isso. Resumidamente, elaboramos um resumo sobre as etapas da migração, confira!

Faça um planejamento

Qualquer tarefa a ser realizada precisa de um bom planejamento, baseado nos processos que serão realizados. O plano deve apresentar todas as etapas a serem seguidas, as ferramentas que serão usadas, os profissionais que ajudarão e, sobretudo, a definição das estratégias aplicadas.

Preveja sua receita e seus custos

Ao criar seu planejamento, projete alguns à frente. Por segurança, o certo é não planejar durante os primeiros seis meses. Existem calculadoras de Custo total de propriedade que podem ajudar a estimar o custo.

Mapeie integrações, funções e aplicativos de terceiros

Determine quais aplicativos devem ser mantidos e quais devem ser descartados, afinal pode ter alguns aplicativos desatualizados. Essa é uma etapa crucial no mapeamento de todos os pontos de contato entre a nova plataforma e todos os outros sistemas da sua empresa.

Escolha a plataforma ideal para o seu negócio

Para o comércio eletrônico corporativo, o ideal é procurar uma opção SaaS (Software as a Service) com conexão via API aberta, como a plataforma VTEX ou Linx e-commerce, que permita personalizar enquanto tira proveito das funcionalidades internas.

Envie uma solicitação de proposta aos finalistas

A solicitação de proposta deve conter centenas de perguntas que ajudarão você a determinar sua escolha final da plataforma de e-commerce.

Obtenha informações das partes interessadas e teste a plataforma

É essencial que você inclua informações de todos os departamentos e fornecedores remotos para garantir que você não negligencie os recursos importantes. Depois de ter sua lista de semifinalistas, comece a testar plataformas para encontrar a melhor opção.

Inicie a migração

Em seguida, é hora de migrar todos os dados para sua nova plataforma. Não se esqueça que você precisará determinar um serviço de migração que possa lidar com as eventuais complicações da migração.

Relance seu site como um teste

Esse é o ponto em que você redesenha o site, testa a funcionalidade e elabora as possíveis falhas antes de entrar no ar. A contribuição de cada departamento é essencial para fazer uma transição suave. Teste para ver se todos os URLs funcionam junto de todos os aplicativos.

É hora de ir ao ar

Então, todos os meses de trabalho e planejamento se reúnem. Com um pouco de sorte, não haverá falhas. A única coisa que os clientes devem observar é uma aparência melhor, um serviço mais rápido e mais eficiente, que os deixem mais satisfeitos.

Desafios da migração de plataforma

Embora a migração de plataforma seja necessária para proporcionar um crescimento sólido a longo prazo, é também uma estratégia que implica diversos desafios.

Por isso, muitos empreendedores acabam esbarrando na decisão e prorrogando a data dessa mudança pelo tempo que for necessário. Aí está o problema! Ainda que a migração apresente dificuldades, a estratégia deve ser vista como uma grande oportunidade.

Sem dúvida, um dos maiores desafios enfrentados com a migração de plataforma é com relação ao encontro da plataforma adequada. Como existem diversos fornecedores, encontrar um parceiro que atenda às demandas determinadas conforme o objetivo da empresa exige muito esforço.

A disponibilidade de atualizações e a sincronização dos dados também são desafios que afetam o processo. Afinal, optar por uma plataforma que não atualiza frequentemente dos recursos inseridos e, consequentemente, perder os resultados já obtidos com as estratégias de marketing digital, como o SEO, é um fator preocupante.

Outro aspecto importante são os custos com suporte e testes da nova plataforma. Durante o período de migração, é normal que as finanças do comércio eletrônico sejam afetadas. Entretanto, garantir que o escopo do projeto seja compatível com o tempo e alinhar toda a equipe, pode evitar gastos excessivos.

Além desses, existem outros desafios, tais como:

  • suporte técnico indisponível;
  • problemas com testes;
  • instabilidade da plataforma;
  • ausência de apoio de vendas;
  • incompatível com as tendências;
  • não redirecionar;
  • integrações indisponíveis.

Motivos para migrar de plataforma

Instabilidade, ausência de suporte, poucas funções disponíveis, integrações complicadas e atualizações restritas são, de modo geral, algumas das principais razões que levam as empresas a migrarem de plataforma de e-commerce.

As plataformas mais avançadas apresentam mais funcionalidades, que, com o tempo, são importantes para que o comércio eletrônico amplie seu nível de vendas. Desse modo, quando esses recursos não são considerados, podem causar prejuízos e uma reputação negativa do negócio, por isso muitos preferem migrar de serviço.

Confira as seguintes considerações e saiba porquê que você precisa dar um upgrade na sua infraestrutura!

Evolução do negócio

Provavelmente, com os anos, o seu negócio evoluiu e a sua plataforma atual não é mais compatível com seus objetivos. Além disso, como a tecnologia muda rapidamente, muitas ferramentas se tornam desatualizadas e obsoletas. Um software desatualizado impede que você ofereça ao cliente a experiência que ele precise.

Problemas técnicos

Os problemas técnicos são muito comuns. As plataformas antigas se tornam instáveis sob condições de pico de tráfego, resultando em desempenho lento do site e má experiência do cliente. O banco de dados do catálogo não consegue lidar com o número físico de SKUs (Stock Keeping Unit, em tradução Unidade de Manutenção de Estoque) adicionados ao catálogo ao longo dos anos. A plataforma, também, captura apenas um número limitado de atributos, sendo capaz de associar apenas um número limitado de ativos relacionados ao produto.

Todos esses problemas levam muito tempo para recuperar ou desenvolver novos recursos na plataforma, e o atraso do suporte para resolução de problemas se torna incontrolável e com custos altos. Sendo imprescindível a migração para uma nova plataforma.

Ausência de suporte

Um problema comum é que sua plataforma de comércio eletrônico atual exige muita manutenção. Sua equipe de desenvolvimento está em um ciclo constante de correção de bugs que causam mais bugs. Isso não apenas custa dinheiro, mas também um tempo valioso. Essas pequenas correções que têm pouco impacto desperdiçam muito tempo e recursos.

Toda plataforma terá sua parcela de problemas e frustrações. Às vezes, as coisas acontecem, mas você não deve gastar a maior parte do tempo corrigindo novos problemas repetidamente. No geral, seu site deve funcionar da maneira que deveria.

Layout incompatível

A flexibilidade de layout é um fato decisivo para a mudança de plataforma. Apesar de, a princípio, as lojas davam preferência a plataformas mais baratas e com template já pronto, mas, aos poucos, passaram a gostar de páginas mais específicas, capazes de realizar tarefas de maneira simples e prática, sem limitações.

Experiência negativa com dispositivos móveis

À primeira vista, isso pode parecer uma coisa irrelevante, mas você precisa entender que os clientes vão querer realizar compras em seus dispositivos móveis, devido à rapidez e à praticidade. Se seu site não estiver totalmente pronto para ser acessado de forma prática nesses dispositivos, então sua empresa perderá muitas oportunidades de vendas.

Ausência de um bom SEO

Embora os aplicativos de terceiros possam adicionar recursos e funcionalidades úteis, os plug-ins podem se tornar um pesadelo para gerenciar. As plataformas de comércio eletrônico mais robustas incluem funcionalidade nativa para os recursos mais importantes, tornando as atualizações perfeitas.

Plataforma desatualizada

Algumas plataformas de e-commerce contam com processos manuais para concluir pedidos e se comunicar com os clientes. A digitação manual desses dados leva tempo e é passível de erros humanos.

Nesse caso, o ideal é dar preferência para ferramentas que têm etapas automatizadas no processamento de pedidos e na comunicação sobre informações de rastreamento, por exemplo. Se você tem equipes dedicadas que passam o dia inteiro executando processos manuais, certamente é hora de procurar uma plataforma diferente.

Enfim, a escolha pela migração abrange diversas necessidades específicas de uma loja virtual mais experiente. Ainda que os motivos sejam diferentes, a essência da mudança é apenas uma: melhorar a experiência do usuário, seja com novas funcionalidades ou aprimoramento do design, por exemplo.

Momento ideal para migrar de plataforma

Apesar dos desafios apresentados, reconhecer o momento ideal para a migração e realizá-la de forma estratégica são medidas imprescindíveis para o e-commerce se manter atualizado, não correndo o risco de perder sua relevância diante dos consumidores.

Em geral, as vendas do comércio eletrônico têm aumentando significativamente em todo o mundo. No Brasil, a perspectiva era que em 2020 o e-commerce crescesse mais de 40%, segundo estudo recente do Euromonitor e PayPal. No entanto, devido à pandemia do Covid-19, somente em abril o comércio eletrônico brasileiro sofreu um aumento de 81% em relação ao mesmo período do ano passado.

Empresas que apresentam rápido crescimento, geralmente, superam suas plataformas. Por isso, se você está crescendo rapidamente, pode ser hora de atualizar para uma plataforma que lida melhor com seu volume.

Como dito, a maioria dos vendedores de comércio eletrônico são resistentes ao migrar suas lojas. Muitos acham que pode ser arriscado, levar tempo, custar caro e exigir muitos recursos. De fato, muitas coisas dificultam e podem dar errado.

Porém, quando feita no momento certo e seguindo as orientações corretas, a migração não arruinará suas vendas, pelo contrário, proporcionará diversas vantagens à sua empresa. Isso porque a própria plataforma atual pode estar impedindo o crescimento, a melhoria dos negócios e uma melhor experiência ao cliente.

Logo, se você se identificou com algum daqueles motivos listados anteriormente, talvez seja sim o momento de pensar na migração para uma plataforma de e-commerce melhor, a qual lhe oferecerá melhores oportunidades de sucesso.

Cuidados ao fazer a migração de plataforma

Conhecer as motivações para migrar de plataforma e saber o momento ideal de realizá-la é apenas o primeiro passo para a migração da sua loja virtual. Outro ponto importante é tomar os devidos cuidados para passar por essa situação sem correr riscos. Saiba mais!

Faça um Brainstorm

Como a migração é um processo de alto risco, só deve ser feita após um planejamento minucioso. Por isso, é importante detalhar os motivos que levaram a empresa a buscar uma nova plataforma de e-commerce.

Nesse caso, todo empreendedor que se preze realiza um brainstorming antes de tomar decisões no negócio. Trata-se de uma técnica para resolver problemas específicos, desenvolver novas ideias ou projetos, reunir informações e estimular o pensamento criativo.

A primeira coisa que você precisa é fazer um balanço do que você tem e do que precisa. Identifique as lacunas e deficiências da sua plataforma no momento. Comece construindo uma lista de “itens obrigatórios”, levando em consideração o seu orçamento atual e o panorama futuro de crescimento do negócio.

Cuide da segurança

Jamais subestime os cuidados com a segurança de uma loja virtual, porque cada operação envolve dados sigilosos e vulneráveis da loja e dos clientes. Portanto, é fundamental usar certificados de segurança nos websites para reduzir os riscos de violação e fraude de dados.

Preserve os dados

Certamente, seu site tem uma enorme quantidade de informações armazenadas nos servidores, ou seja, dados sobre cada transação realizada via plataforma, desde a quantidade de vendas até informações que ajudam a visualização do perfil dos seus usuários.

Nesse caso, perder todo esse montante está fora de cogitação. Seu principal objetivo, portanto, deve ser garantir que o banco de dados da sua loja esteja disponível na nova plataforma. Algumas ferramentas permitem que você importe automaticamente os dados, como a descrição de produtos e histórico de clientes. Em outros casos, é preciso reinserir os dados manualmente — um processo lento e passível de erros.

Atente para o SEO

As técnicas de SEO (Search Engine Optimization, Otimização para Mecanismos de Busca, em sua tradução) são essenciais para alcançar bom ranqueamento orgânico e gerar tráfego e autoridade para um site ou blog, fazendo com que a página tenha mais visibilidade.

Ao realizar a migração de plataforma, as ações voltadas para o SEO, como palavras-chave e descrição de imagens, podem ser perdidas se não houver o cuidado necessário. Esse quesito diz respeito ao endereço eletrônico do e-commerce (URL). É fundamental que o endereço da página não seja alterado por causa da migração, porém, caso isso ocorra, o site pode trabalhar com direcionamento automático para as URLs corretas.

Desse modo, todo o trabalho de SEO feito antes não se perde, o que poderia demandar um longo período de trabalho para que a sua página online voltasse a alcançar bons posicionamentos nos mecanismos de busca.

Encontre um fornecedor parceiro

Todos os cuidados anteriores tornam-se simples se você encontrar o fornecedor adequado. O parceiro precisa ter uma equipe de atendimento que tenha total disponibilidade, assim sua empresa não ficará na mão em nenhum momento da migração. Além disso, deve ser um colaborador, que oriente sua empresa durante todo processo e garanta que as metas sejam atingidos.

Profissionalismo e pontualidade de entrega também são pontos que devem ser levados em consideração, que ajudam a reduzir os impactos do processo de migração e aproveitar os benefícios da mudança.

Envolva toda a equipe

Alinhar a estratégia e a agenda da migração com toda a equipe e, sobretudo, com o time de marketing minimiza as chances de ocorrer problemas. Além disso, envolva também a equipe de TI no planejamento, para garantir o cumprimento de outras integrações. Dessa forma, a comunicação entre a equipe se torna mais transparente e confiável.

Escolha de uma nova plataforma

É evidente, portanto, que para que uma migração seja efetiva e saia conforme planejada, a plataforma deve conseguir acompanhar o crescimento da empresa e atender as expectativas para evitar grandes impactos.

Para isso, escolha uma plataforma moderna, inovadora, que corresponda às metas e às necessidades do negócio. Também é importante buscar uma ferramenta específica, com os requisitos básicos do segmento e flexível o suficiente para se adaptar ao modelo comercial e atender as preferências dos clientes.

Por isso, é importante que você pesquise todas as empresas disponíveis no mercado, avalie as análises de performance e peça recomendações para especialistas no assunto. A Tray e-commerce, por exemplo, é uma plataforma de excelência, que oferece o melhor serviço para os clientes.

Atualmente, existem plataformas virtuais que retiram todo o peso técnico da sua equipe, permitindo aos negócios o tempo e os recursos financeiros necessários para capitalizar no mercado com campanhas estratégicas e envolventes.

Erros ao realizar a migração de plataforma

Realizar a migração de plataforma é uma tarefa que exige precaução e conhecimento, pois qualquer falha pode resultar em um desastre e, até mesmo, levar a empresa a falência. Em 2016, por exemplo, a Carolina Panthers — e-commerce da equipe profissional de futebol americano — migrou sua plataforma para o BigCommerce, resultando em uma queda de 16% na taxa de rejeição de sites, 83% na taxa de conversão para dispositivos móveis e 37% na conversão em geral. Tudo isso logo após o seu lançamento.

Pensando nisso, listaremos os erros mais comuns que ocorrem durante a migração e que você deve evitar ao máximo.

Não levar em conta o SEO

Sem dúvida, esquecer do SEO é um grande erro. Migrar de plataforma coloca em risco as estratégias de ranqueamento nos motores de busca. Nesse caso, é necessário fazer o redirecionamento da URL do conteúdo no decorrer do processo de migração, além de separar os produtos ou serviços em categorias que facilitem as buscam.

Não se planejar

Talvez esse seja o erro mais comum na migração da plataforma. Um planejamento eficaz abrange a definição de objetivos, as transformações dos processos, os prazos das etapas, o orçamento, as metas de evolução, entre outras questões relacionadas à migração.

Optar por uma plataforma que não ofereça suporte

Escolher uma empresa que não inclui serviços de suporte integral durante a migração pode ser um desafio para os lojistas. Isso porque durante o processo surgirá demandas que precisarão ser solucionadas com rapidez e eficiente. Logo, a escolha de um parceiro com um bom suporte é crucial.

Mudar completamente o layout

Muitas plataformas mudam seu layout de maneira drástica, o que deixa o público surpreso e sem aquela identificação. Eles podem acabar não encontrando os produtos ou serviços com facilidade, impactando, consequentemente, a praticidade de uso da página e dificultar as compras dos clientes, o que resulta em perda de conversão.

Não treinar a equipe

Sabe-se que muitas empresas costumam criar resistência e negatividade às mudanças. Por isso, é fundamental realizar treinamentos e apresentar a plataforma antecipadamente à equipe, para que os colaboradores se sintam familiarizados, evitando, assim, possíveis dúvidas e problemas.

Importância do apoio de uma agência

A migração de plataforma abrange diversos fatores que podem prejudicar de forma direta o seu negócio. Desse modo, para evitar os erros abordados anteriormente é imprescindível escolher uma ferramenta que forneça as melhores soluções e atenda suas necessidades, contando com o auxílio de um bom parceiro nesse processo de migração.

Na hora de realizar as mudanças, procure por uma empresa especializada em migração que entendam os desafios do processo e tenham experiência no assunto.

Além de todo o processo de migração, é importante que a agência ofereça um apoio, especialmente, na customização de layout, no backup dos dados, no cadastro de produtos e de clientes, no redirecionamento 301 e na divisão de categorias. O redirecionamento 301 é uma função do servidor que informa a mudança de página, evitando que a mensagem “Page Not Found” apareça para qualquer um que acessá-la.

Dessa forma, você reduz as possibilidades de ter algum problema e cometer erros com essa etapa tão relevante para o crescimento da sua empresa.

Não se esqueça que ter o apoio de uma empresa especializada para implementar sua nova plataforma é crucial para um resultado eficaz, mas não dependente somente deles. É necessário ter organização e compromisso dos dois lados.

Como você viu, o processo de migração de plataforma é uma etapa fundamental para se adequar a novos recursos e oferecer uma experiência melhor ao cliente. Em razão disso, migrar o seu site torna-se necessário para que o negócio possa evoluir e ganhar destaque entre os concorrentes.

Como esse processo não é simples de se fazer, é importante que você conte com profissionais especializados que auxiliem para não haver problemas. Nesse critério, a Agência Auaha é focada em criatividade para web, além de ter know-how para ajudá-lo com migração de plataforma.

Quer saber mais sobre nossas soluções? Então, entre em contato com a nossa equipe e conheça nossos serviços!

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.