SEO para e-commerce: 8 técnicas para fazer sua loja ser encontrada

por Eduardo Leda

Hoje em dia, é imprescindível falar em SEO quando o assunto é uma loja virtual. Afinal, as boas práticas e estratégicas que visam a ranquear melhor uma página na web são importantes para ajudar a otimizar os resultados e expandir os negócios. Por isso, se você quiser mais vendas e ótimos números para seu site, saiba que é necessário investir em SEO para e-commerce.

 

Para aprofundar seus conhecimentos sobre isso, não deixe de acompanhar todos os tópicos a seguir.

 

 

 

Por que investir em SEO?

 

Nos tempos modernos, ter um bom site é muito importante — e produtos de qualidade também. Mas, para conseguir que esse valor seja percebido pelos consumidores, as empresas precisam de boas estratégias de SEO. Esse conceito define um conjunto de técnicas específicas para melhorar o posicionamento de uma página web nos principais buscadores.

 

Dessa forma, os clientes encontram seu endereço quando pesquisarem na internet. Considerando que, atualmente, esse é um hábito cada vez mais comum na rotina de pessoas que desejam comprar algo, os investimentos em SEO provam-se essenciais e eficazes. E, depois de ter sido encontrado pelo cliente, as chances de venda aumentam consideravelmente.

 

Tudo isso implica um aumento exponencial na vantagem competitiva da companhia, ou seja, ela se destaca bastante entre outras concorrentes. As pessoas de hoje têm pressa e, frequentemente, optam por visitar apenas as primeiras páginas que surgem nos resultados de busca para economizar tempo. Por isso, quem estiver nas primeiras posições tem mais chances de ganhar o cliente.

 

Ademais, um bom SEO ajuda a gerar autoridade e credibilidade para uma marca. Com um bom site, e que surge sempre nos primeiros lugares dos resultados, as corporações viram referência para os assuntos relacionados ao que vendem e, portanto, conseguem ser lembradas e recomendadas com mais facilidade.

 

 

 

Os tipos de pesquisa

 

Existem três principais tipos de pesquisa em buscadores, como o Google: navegacional, transacional e informacional.

 

A primeira ocorre quando o usuário não se lembra do endereço do seu site e busca por ele na internet. É um tipo de pesquisa direta, que se baseia geralmente no nome da sua empresa. Uma estratégia sólida de SEO ajuda a conseguir bons resultados nessa forma de pesquisa, mas não requer muita complexidade, já que o leitor está bem-familiarizado com a loja.

 

O tipo informacional é bem mais complexo: é quando o leitor busca por informações gerais referentes ao seu serviço/produto. No caso de um e-commerce, sobre os produtos que você costuma vender. Requer uma estratégia um pouco mais elaborada e um cuidado com um conceito muito importante, que é o de descrições e palavras-chave. Neste ponto, é importante que o seu espaço na internet tenha um bom conteúdo para se destacar.

 

O transacional é o tipo que está relacionado à busca com intenção de compra, por produtos diretamente. Também requer mais trabalho com as técnicas de ranqueamento para que sua loja se destaque.

 

Ou seja, boas práticas de SEO são fundamentais para que sua empresa se torne referência e esteja bem-posicionada em resultados desses três tipos de pesquisa, tornando, assim, difícil para o usuário não encontrar seu e-commerce.

 

 

Quais as principais técnicas de SEO para e-commerce?

Veremos, a seguir, algumas técnicas importantes para um e-commerce.

 

1. Palavras-chave

 

A primeira dica é uma das mais importantes. Para conseguir um SEO eficiente, é importante fazer um bom planejamento de palavras-chave, pensando nos termos pesquisados pelo consumidor, que devem conduzi-lo ao seu endereço. É uma forma de fazer os buscadores recomendarem melhor os sites e conteúdos adequados ao que é pesquisado. Portanto, é fundamental saber escolher bem e com calma esses termos, incluindo os mesmos em títulos e descrições, sempre de maneira natural e funcional.

 

 

2. URLs

 

As URLs também devem ser consideradas como de extrema importância. É recomendado que seu endereço seja fácil de compreender e de memorizar, sem informações desnecessárias. Assim, fica mais fácil para o Google e outros buscadores posicionarem melhor sua loja, bem como para o comprador encontrar algum conteúdo específico.

 

As URLs precisam ter bom valor semântico, ou seja, cada elemento deve fazer sentido claro, mas também ser organizadas em termos de estrutura, com padronização com relação ao uso de elementos que não são letras, por exemplo. O ideal é que contenham o assunto da página de forma direta, com a palavra-chave, e alguns separadores de termos, como é mais usual.

 

 

3. Link Building

 

Uma estratégia de SEO precisa de um bom trabalho de links. Isso inclui os internos, que ligam páginas entre si, mas também os externos. Ser referenciado por outros sites é algo que agrada bastante os motores de busca, porque representa que sua companhia tem autoridade e credibilidade e é devidamente reconhecida por isso.

 

Quando as seções estão bem-relacionadas e conectadas entre si, o usuário consegue navegar com mais facilidade e fluidez pela sua loja e passa mais tempo nela.

 

 

4. Descrição de produtos

 

A descrição de produtos no e-commerce deve ser única, humanizada, e não somente uma cópia das informações disponíveis no site da fabricante. É importante que contenham palavras-chave e informações relevantes acerca do produto, além de colocar o cliente de maneira sugestiva já utilizando o produto.

5. Bom domínio

 

Outra boa dica é ter um bom domínio, que seja fácil de memorizar, assim como as URLs das páginas. Um domínio marcante, que combine bem com os termos que são mais pesquisados, tem mais chances de alcançar os clientes.

 

 

6. Responsividade

 

Atualmente, os dispositivos mobile são a principal forma de acesso à internet de muitas pessoas: são cerca de 69% dos internautas aqui no Brasil, e o smartphone é decisivo para 74% das compras. Por isso, os empresários não devem deixar de se preocupar com um site que seja responsivo: com informações claras, intuitivo e que proporcione uma boa experiência de uso, tão satisfatória quanto no computador.

 

Além de melhorar a experiência, os buscadores também preferem websites que tenham cuidado com o mobile. Eles tendem a ganhar melhores posições, pois os motores entendem que, com isso, as empresas se importam em satisfazer as reais necessidades dos consumidores.

 

 

7. Meta descrição e título

 

Uma meta descrição é um pequeno resumo do conteúdo de uma página, com apenas alguns caracteres. É importante não se esquecer de trabalhar a palavra-chave e inserir um chamado à ação, o CTA, para levar o usuário a clicar.

 

Geralmente, essa descrição aparece abaixo do nome da página nos resultados de busca, que é o Título Meta, e é o primeiro contato que o cliente tem com o conteúdo do seu site. Por isso, é importante ser breve, conciso e chamativo.

 

 

8. Tempo de carregamento

 

Os motores de busca também optam por favorecer endereços que tenham um bom desempenho de carregamento. O motivo é basicamente o mesmo que o apresentado na dica sobre os dispositivos móveis: as companhias precisam satisfazer as principais necessidades dos consumidores para conquistar mais espaço nos buscadores, e a otimização do tempo é uma questão-chave.

 

Por isso, além de um bom design e uma boa disposição visual, seu site precisa ser leve e rápido. Afinal, mesmo que o cliente consiga entrar, ele não fica muito tempo se percebe que demora muito para navegar entre as páginas.

 

Outro fator muito importante de se manter atento é o número de caracteres utilizados nos títulos, meta descrição e meta título, entre outros. As páginas de resultados de busca costumam limitar e cortar caracteres excedentes, fique atento para não deixar nenhuma informação essencial escondida do seu cliente.

 

O SEO é um conjunto de técnicas que auxiliam as empresas a aparecerem como soluções dos problemas dos clientes quando eles pesquisam nos buscadores. É fundamental aprender como esses motores funcionam para se adequar às suas especificidades e regras, como as que foram mencionadas, para melhorar os resultados.

 

Gostou de aprender mais sobre SEO para e-commerce? Então, aproveite para conferir outro artigo relevante para você, sobre a importância do selo Google Partner para sua agência.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.