7 formas de encontrar os melhores fornecedores para e-commerce

por Junior Brandão

O sucesso de um e-commerce depende de uma diversidade de fatores que, juntos, são capazes de passar credibilidade e fazer com que as vendas cresçam. Uma das parcerias mais importantes que deve constar no plano de negócios e que é essencial para o funcionamento adequado é com os fornecedores para e-commerce.

Saiba como encontrar os melhores fornecedores para sua loja virtual

Os processos de logística fazem parte de uma etapa que pode conquistar de vez o cliente ou arruinar a experiência dele com a loja virtual. Portanto, o momento de escolher quem fornecerá os produtos demanda muito cuidado. Um movimento errado pode custar muito caro, seja na questão financeira ou no que se refere à imagem da marca.

Continue a leitura para que você descubra como encontrar fornecedores ideais para o seu e-commerce!

1. Faça uma boa pesquisa sobre fornecedores para e-commerce

Antes de iniciar as buscas por fornecedores, você deve definir se a sua loja será com ou sem estoque, pois isso modifica totalmente a logística do e-commerce. A partir disso, comece a procura por abastecedores de produtos. Há muitas maneiras de tentar encontrar o parceiro ideal, como por meio de pesquisas na internet.

Essa fase demanda disposição e planejamento para organizar as informações levantadas e, assim, analisar quais fornecedores atendem suas necessidades. Veja as avaliações da empresa e o histórico de vendas. Entre as especificações que você deve ter atenção, confira:

  • custo do frete;
  • formas de pagamento;
  • tempo de entrega;
  • qualidade;
  • capacidade de fornecimento;
  • preço;
  • prazo.

2. Frequente feiras fechadas

As feiras são onde fornecedores se reúnem e ocorrem exposições de produtos. Ao visitar esses locais, você terá a oportunidade de não apenas verificar pessoalmente os produtos como também ter contato direto com os fornecedores. É mais conveniente aproveitar esse momento para tirar dúvidas e conhecer a fundo cada um antes de tomar qualquer decisão.

Dependendo do segmento e nicho de mercado que você segue, fique de olho quando as feiras acontecem e separe um tempo na sua agenda. Esses espaços são ótimos para ter contato com empresas diversas e, dessa maneira, esclarecer quais os pontos positivos e negativos de cada uma, além de ampliar a sua lista de contatos.

Os profissionais que frequentam essas feiras já mostram que são mais confiáveis, uma vez que para participar desses eventos é preciso estar com toda a documentação em dia.

3. Conheça a reputação das empresas

Hoje em dia é possível encontrar rapidamente o que está sendo falado sobre determinada marca na web, seja nas redes sociais ou em sites de acesso rápido como o Reclame Aqui e Proteste. Empresas com altos índices de reclamações e rejeições já demonstram que não estão preparadas para ajudar você a lidar com as demandas.

De nada adianta ter anos de atuação no mercado se o serviço oferecido não tem qualidade. Por isso, leve em consideração tudo o que encontrar sobre a marca, principalmente a opinião de outros lojistas que já contrataram a empresa.

Oportunidades como feiras e polos de fornecedores facilitam a conhecer fornecedores confiáveis

4. Visite polos do varejo

Outra forma de procurar por fornecedores é visitando os polos de varejo. Grandes centros de vendas, como o Brás, em São Paulo, são uma maneira de conhecer mais sobre os serviços e tentar encontrar algo que se encaixe na sua proposta de mercado.

Perceber como funciona a dinâmica de vendedor-fornecedor auxiliará você na tomada de decisões. Mesmo que o comércio eletrônico tenha grandes diferenças em relação à venda de lojas físicas, ainda assim você conseguirá compreender aspectos básicos dessa relação e a importância dela.

5. Use as redes sociais para conhecer possíveis fornecedores

Com o aperfeiçoamento das mídias sociais para os ramos de negócios está mais fácil de encontrar possíveis parceiros por lá. Em redes como Facebook e Instagram já é possível acessar uma série de informações sobre empresas e até mesmo fechar negócios. Há também uma rede criada exclusivamente para esse fim, o LinkedIn.

Utilizar as tecnologias a seu favor é um dos primeiros passos para quem abre um e-commerce, pois dominar as ferramentas virtuais é fundamental para o crescimento da empresa na web. Ao pesquisar por fornecedores nas redes sociais dá para perceber a dimensão da marca e como ela lida com seu público e, consequentemente, com seus clientes.

6. Fale diretamente com o fabricante

Se você tem interesse em certos produtos e deseja vendê-los em seu e-commerce, uma das formas de encontrar fornecedores de qualidade é entrar em contato diretamente com o fabricante para que ele indique quem são os revendedores autorizados.

Isso torna mais fácil a pesquisa e também a deixa mais segura, já que você evita a contratação de empresas sem autorização de venda ou que podem, até mesmo, vender produtos falsificados, o que seria muito prejudicial para a imagem da sua loja.

Mas há também a possibilidade de negociar diretamente com a fábrica para ter descontos maiores, mas isso geralmente só acontece na compra de grandes volumes de itens.

7. Busque catálogos

Conhecido por todos, os catálogos ainda são um bom modo de ficar por dentro das novidades e conhecer produtos e fornecedores. Pode até parecer um pouco antiquado, mas existem os catálogos físicos e também os virtuais, com infinitas opções para achar o que você precisa.

Caso não consiga acompanhar as feiras para ver coleções novas e novidades com os fornecedores, procurar nas listas já ajuda nesse trabalho. Por lá também você consegue mais detalhes sobre os fornecedores dos produtos, seus contatos e outros meios de aprofundar seus conhecimentos se você se sentir atraído por algum dos empreendimentos.

Quando finalmente encontrar um parceiro de confiança e que suprirá as suas necessidades, ainda há uma barreira antes de selar a parceria: a negociação. Essa ocasião exige que você tenha preparação para realizar um acordo em que ambos sairão satisfeitos.

Uma relação satisfatória garantirá que essa parceria seja de longo prazo, pois mudanças no meio do percurso podem acabar afetando o seu e-commerce, como a falta de produtos e abandono de carrinho. A gestão de fornecedores para e-commerce é de extrema importância para o andamento do negócio. Portanto, anote as dicas e encontre uma parceria que seja ideal para você!

Já colocou essas dicas em prática ou conhece outras para encontrar bons fornecedores para e-commerce? Compartilhe com a gente nos comentários!

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *