Dropshipping: a nova sensação do e-commerce

por Thainá Gastaldi

Você já ouviu falar em dropshipping? Esse modelo de e-commerce vem se tornando cada vez mais conhecido e buscado no Brasil e pode ser uma ótima alternativa para o seu negócio. 

É indicado, principalmente, para pequenos empreendedores, que estão começando, mas, empresas maiores também podem se beneficiar bastante, principalmente se almejam um maior posicionamento no mercado digital.

Aqui você vai encontrar todas as informações que precisa para decidir se vale a pena ou não se arriscar neste novo modelo que tem chamado cada vez mais atenção dos empreendedores!

O que é dropshipping?

É um modelo de e-commerce, cada vez mais adotado pelos empreendedores de marketplace, tanto no Brasil quanto mundo afora, mas, neste artigo, focaremos apenas no território nacional.

Basicamente, esse modelo consiste em uma parceria entre você e seu fornecedor, que vamos chamar de “parceiro dropshipping”.

Como funciona o dropshipping?

Vender com dropshipping é muito simples e fácil, entenda como funciona: Baseia-se em receber ordens de serviço (que são as vendas online) e encaminhá-las ao fornecedor, que por fim, envia o produto diretamente para o cliente, sem que a loja precise participar desse processo de envio. 

Exatamente por esse processo, que não é preciso se preocupar com estoque próprio, você faz apenas o intermédio para venda. Simples não? E prático!

Resumidamente, podemos definir que o dropshipping funciona em “cinco fases”:

Fase 1 – um visitante chega à sua loja, procura pelo produto de desejo e realiza uma compra;

Fase 2 – você recebe, então, uma ordem de venda e manualmente ou automaticamente, essa informação é repassada para seu parceiro dropshipping. 

Para esse processo funcionar perfeitamente, é importante ter uma plataforma de e-commerce que esteja conectada e tenha essa possibilidade de entrega com o seu fornecedor ou ainda, um ERP ou um HUB de integração que permita esse tipo de ação, para evitar que você tenha que trabalhar com muitas plataformas e acabe tendo uma demanda muito alta de atividades. 

Fase 3 – seu parceiro dropshipping é responsável por separar e enviar as encomendas diretamente para seu cliente.

Nesse ponto, é importante que você entenda que o preço de custo e envio serão pagos por você, mas você não participa, diretamente deste envio;

Fase 4 – seu parceiro/fornecedor envia os dados de rastreio do pedido para você, para que assim, você possa atualizar o seu cliente;

Fase 5 –  Enfim, você envia os dados de rastreio para o cliente e ele nem percebe que comprou de você e outra pessoa está entregando.

Claro que se você quiser deixar isso claro para o cliente, pode informá-lo que a compra foi realizada pelo site, que você se responsabilizará por todo o processo, mas que o produto será enviado de outro local, direto do fornecedor ou do ponto de distribuição. Mas isso pode ser informado por você ou não, fica a critério de quem decidir fazer esse tipo de negócio decidir sua estratégia. 

Quais as vantagens de usar o dropshipping?

Existem muitas vantagens em usar dropshipping para vendas online, são elas:

  • Custo-benefício: Como não é necessário você ter um estoque próprio, os gastos fixos se tornam bem mais baixos, afinal, não é necessário lidar com a compra e gestão do catálogo e do estoque, tornando assim, o custo-benefício positivo. Além disso, com uma estratégia correta, alcançar suas metas de faturamento, venda e até de número de pedidos se torna fácil também;
  • Ausência do estoque: Um dos maiores benefícios do dropshipping é a extinção do estoque. Como você não precisa armazenar nenhum produto internamente, o processo se torna muito mais simples, é uma vantagem bem grande, principalmente, para lojistas que estão começando seu negócio;
  • Variedade de produtos: Com a ausência de um estoque físico e sem sequer precisar se preocupar com controle interno de logística, o dropshipping permite que mais produtos sejam adicionados em sua loja online. Com isso, é mais fácil firmar parcerias de sucesso com muitos fornecedores, aumentando assim as opções para os consumidores, atraindo um público mais amplo e te fazendo lucrar mais!
  • Flexibilidade: Um negócio dropshipping permite que você administre-o em qualquer lugar. É necessário apenas uma conexão com uma boa internet, ou seja, desde que você possa se comunicar com os fornecedores e clientes, pode operar e gerir seu e-commerce facilmente de qualquer lugar;
  • Integração com a plataforma: A integração é essencial para que as lojas virtuais possam se expandir, mas, para isso é necessário ferramentas e plataformas específicas, que de certa forma, auxiliam no desenvolvimento do e-commerce. Já com o dropshipping, a integração da loja online com marketplaces permite que invés de você encaminhar cada pedido realizado manualmente, o próprio sistema o faz. Assim, é possível receber mais pedidos, sem demandar muito tempo para tarefas operacionais, super prático!
  • Mais vendas, menos trabalho manual:  Em um negócio tradicional, se você recebe 2x mais pedidos que o normal, o que acontece? O dobro de trabalho manual! Com o dropshipping é possível lidar com uma maior escalabilidade de vendas sem aumentar a quantidade de trabalho manual. Isso permite que seu negócio se expanda mais rápido e com menos gastos também.

E as desvantagens de utilizar dropshipping?

Ao contrário do que a maioria dos comerciantes online acreditam, o Dropshipping não é apenas vantagens. Enquanto a principal vantagem do dropshipping é o baixo-custo, há algumas desvantagens nas quais você deve ficar atento e considerar antes de optar por esse modelo de negócio online.

Assim como todos os negócios, você deve avaliar bem as oportunidades e os ônus e bônus desse tipo de negócio. 

Por isso, abaixo, citamos algumas das desvantagens para você analisar, são elas:

  • Possibilidade de atrasos: Infelizmente, é possível que seu parceiro dropshipping não cumpra com o prazo de entrega da mercadoria e, a responsabilidade do ponto de vista do consumidor, é totalmente sua. Por isso, pode ser que o cliente não compreenda a dinâmica do seu negócio, o que causa frustração para ambos lados. 

Para evitar que isso aconteça, é necessário criar um “vínculo” forte com seu parceiro dropshipping, para que, caso algo dê errado, seja mais fácil lidar com toda a situação. Se, infelizmente, acontecer, é necessário lidar com o cliente imediatamente e essa responsabilidade é totalmente sua, não se deve jamais culpar seu fornecedor;

  • Trocas e devoluções: Outra desvantagem é que caso o produto venha errado ou com algum defeito. Seu cliente tem todo direito de devolver ou trocar o produto, caso aquilo não seja correspondente com o que ele espera. Aos olhos do cliente, o único responsável é você, lembre-se sempre disso. 

É você quem vai arcar com o prejuízo do produto danificado, pois seu cliente tem direito ao ressarcimento, caso não queira que aquilo que foi enviado seja trocado. Então, caso algo dê errado, não se esquive, novamente: não jogue a culpa em seu parceiro dropshipping. Resolver o problema do seu cliente contribui para a fidelização do mesmo, afinal, cria-se uma confiança que você está ali para resolver qualquer contratempo;

  • Alta competição: O grande desafio no dropshipping é se destacar no meio de tantas marcas e vendedores, já que nada é totalmente exclusivo, a concorrência é gigante;
  • Distância entre você e o cliente: Já que a entrega é feita diretamente pelo seu parceiro dropshipping de uma forma padronizada, o consumidor pode sentir falta de algo mais “personalizado”, ou de sentir que você se importa com ele. Algumas pessoas podem até não se importar com isso, mas um diferencial na entrega pode fazer com que seu cliente se sinta mais “amado”;
  • Perda de oportunidades de Marketing: Como relatamos acima, como o seu fornecedor enviará diretamente o produto do centro de distribuição dele, nem sempre você poderá negociar com ele um envio focado para sua loja. Por isso, você pode perder uma ótima oportunidade de novos negócios, como o envio físico de um cupom de desconto, o envio de um brinde especial ou ainda, um cartão, escrito a mão, mostrando como aquela compra foi especial para o seu negócio.

Além disso, a personalização da caixa ou ainda, de alguma embalagem interna, pode acabar com aquela expectativa do cliente, quando a embalagem chegar, caso ele tenha realizado muitas compras. Com a logo ou ainda algo especial da empresa, quando ele recebe a caixa, ele sabe, exatamente o que está chegando e por isso, isso pode aumentar, em muito, a satisfação dele com a compra. 

Essas oportunidades de fazer alguma ação de marketing podem parecer sem sentido ou até mesmo fraca, mas acredite, com o dropshipping, elas são perdidas e, às vezes, pode fazer a diferença para o seu negócio, em relação aos concorrentes;

  • Margens baixas: Normalmente, com o dropshipping, seu lucro será em torno de 20%, isso significa que você precisa vender um volume bem significativo para obter um retorno maior. É importante se lembrar da concorrência e avaliar bem os preços das mercadorias que serão vendida.

Dicas para ter sucesso com dropshipping

Agora vamos te dar alguns conselhos bem simples e que podem te ajudar muito a ter sucesso, vamos lá?

1 – Escolha um parceiro dropshipping de confiança!

Assim como seu cliente precisa ter bastante confiança em você, antes de efetuar uma compra, seu parceiro precisa lhe passar confiança, para que você evite dores de cabeça. Primeiramente, escolha um fornecedor que será seu parceiro dropshipping, confira os produtos que ele oferece e veja se há algum diferencial que possa fazer com que você se destaque em meio a concorrência.

Pode ser qualquer coisa: uma embalagem diferenciada, produtos embalados com mais cuidado, rapidez na entrega. Qualquer vantagem que ele possa lhe oferecer já conta para você se destacar do restante da concorrência. Negocie o valor do frete também, pela quantidade de produtos enviados, isso pode te ajudar a ter lucro, não apenas no produto, mas também, na margem do frete!

2 – Experimente produtos de acordo com o calendário

Fique atento às tendências! Tente vender produtos que você sente que está em alta no momento e use a seu favor! 

Você não precisa mudar de ramo toda vez que a tendência muda, mas, fique atento aos produtos que estão em destaque, quais os lançamentos e nas divulgações que as empresas estão fazendo. Preste atenção ao seu concorrente e principalmente, no que o seu cliente tem sentido falta!

Lembre-se: o cliente é o principal elemento de qualquer equação de venda ou ação de marketing, por isso, ele deve ser escutado, estudado e levado em consideração. Ofereça sempre aquilo que ele espera e um pouco mais!

3 – Fale com seus clientes

Por conta do Dropshipping ser um tipo de e-commerce mais distante do consumidor, uma comunicação efetiva, antes e durante a compra sempre é importante. O pós-venda também pode fazer a diferença na fidelização do cliente. Converse com os clientes, pergunte a eles a visão que eles têm do seu negócio, se possível, antes mesmo de lançar os produtos, faça pesquisas através das redes sociais, formulários em e-mail marketing e até mesmo, em entrevistas na rua, com pessoas aleatórias, esse feedback é essencial.

Hora da decisão

Agora, a decisão de optar pelo dropshipping está em suas mãos. É importante lembrar que esse é um processo bem prático e que para o cliente, o fornecedor é invisível, então lembre-se sempre de fazer o melhor para conquistar fidelização dos clientes, além de escolher bem quem será seu parceiro dropshipping.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.