O que é a Otimização de Performance no e-commerce

por Eduardo Leda

Criar o seu próprio e-commerce é uma tarefa que requer muito mais que um perfil empreendedor e uma ideia na cabeça. Mesmo que começar a vender pela internet seja relativamente simples, a alta concorrência e necessidade de se destacar logo se mostrará pertinente.

Para isso, o mais indicado para os donos de e-commerce é realizar a otimização de performance. Isto significa realizar atualizações e manutenções periódicas, tudo para facilitar o lead a encontrar a sua loja virtual e ainda aproveitar uma boa experiência enquanto navega por ela.

Parece complicado e não sabe por onde começar? Não se preocupe, no artigo de hoje vamos mostrar:

  • Quais métricas de performance deve acompanhar;
  • Como realizar otimizações na loja;
  • Quais são os sinais de performance satisfatória.

Preparado? Então vamos lá!

Métricas de Performance

Em primeiro lugar, é bom deixar claro que o melhor amigo da sua loja virtual será o Google Analytics. Através do seu painel será possível visualizar as métricas relevantes para sua marca.

O ideal é manter o acompanhamento periódico, comparando os dados obtidos com o passar do tempo. O Analytics mostra por padrão os números a cada 30 dias, mas a plataforma permite se aprofundar no que foi coletado através dos acessos.

Informações relevantes que você deve priorizar são:

  • Número de visitas;
  • Visitantes únicos;
  • Páginas visitadas;
  • Fonte de tráfego;
  • Duração média de visita;
  • Taxa de rejeição.

Entre eles, o valor que merece atenção especial é a taxa de rejeição. Ela mostra a porcentagem de pessoas que fechou a sua página sem realizar qualquer interação. Na maioria dos casos, o aumento repentino na taxa de rejeição indica uma falha grave no funcionamento do site ou problema que está dificultando a navegação do cliente de forma recorrente.

Como realizar otimizações

Quem entende de desenvolvimento ou tem uma equipe dedicada a manutenção do e-commerce, como time de SEO, Designers e Desenvolvedores Web, não terá problemas em realizar as otimizações no e-commerce.

Caso você não disponha desses profissionais no seu time, uma opção é contratar uma agência de e-commerce para auxiliá-lo. Como é o caso da Auaha, que ao perceber a necessidade frequente dos clientes, criou pacotes de serviços de otimização e evolução.

Toda ação deve ser iniciada com uma análise do e-commerce. Nela, fazemos um diagnóstico dos problemas e apontamos as soluções e o tempo para elas serem desenvolvidas e implementadas.

Entre as otimizações mais comuns, temos:

  • Tempo de carregamento: Caso o tempo de carregamento da loja virtual esteja muito alto, isso irá alavancar a taxa de rejeição e causar prejuízos. Nesse tópico, o ideal é rever o código e facilitar a sua leitura. Além disso, as imagens devem passar por um sistema de compressão para diminuir o tamanho sem perda de qualidade;
  • Usabilidade: Um layout com foco em usabilidade tem maiores chances de conversão. Identificando problemas na usabilidade do site, que podem ser da cor de um botão até uma vitrine específica, podemos criar soluções e aumentar as vendas no e-commerce;
  • Layout responsivo: Manter o layout apresentável e navegável em telas de diferentes dispositivos é uma necessidade do e-commerce atual. Cada vez mais as compras via mobile estão presentes e mecanismos de busca priorizam lojas com layout responsivo;
  • SEO: Esta sigla, que significa otimização para motor de busca, é muito importante para o e-commerce atual. Fornecer informações para facilitar o mecanismo de busca a encontrar e indicar o seu e-commerce como resultado de pesquisas é muito importante. Além de tags HTML, informações para imagens, Meta Title e Meta Descriptions, a própria descrição do produto tem um papel essencial nesse quesito, garantindo keywords e informações para melhorar a experiência do cliente e do motor de busca.

Sinais de boa performance

Da mesma forma que o Google Analytics irá indicar problemas na performance da sua loja virtual. Ficando de olho nos indicadores, você poderá ter noção sobre o desempenho do e-commerce, além de saber se as otimizações realizadas deram efeito ou medidas adicionais são necessárias.

Entre os indicativos de boa performance, temos:

  • Tempo de carregamento das páginas inferior a 3 segundos;
  • Layout responsivo sem quebra de página;
  • Bom desempenho na busca orgânica;
  • Baixo índice de dúvidas e reclamações;
  • Taxa de rejeição entre 20 e 40%.

Importância do Teste A/B

Uma coisa importante de deixar claro, é que nem toda ação terá efeito imediato ou mesmo positivo. Não existe bola de cristal ou fórmula de sucesso, em muitos casos, existe sim a tentativa e erro.

É claro que experiência, conhecimento e manter-se atualizado às boas práticas aumentam a chance de sucesso, mas projeções são projeções, resultados são resultados.

Por isso, uma técnica muito interessante é a realização de testes A/B. Nele, as mudanças implementadas serão exibidas para uma amostragem do público, enquanto mantém o grupo de controle com a exibição atual da loja.

Dessa forma, é possível ter uma ideia mais concreta de como as otimizações criadas irão impactar o seu público.

E então, pronto para realizar as otimizações de performance? Lembre-se que a Auaha é uma agência especializada em projetos para e-commerce e marketing digital, com serviços especiais para otimização e evolução da sua loja virtual!

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.