O que são marketplaces? Veja por que apostar neles, mas não somente neles!

por Eduardo Leda

Você sabe o que é marketplace? Pois bem, o termo tem sido cada vez mais utilizado no meio digital, mas ainda há muita gente que não sabe exatamente a que ele se refere.

 

O crescimento no número de empresas que têm investido tempo e recursos para estarem presentes na internet é um dos principais motivos para que as plataformas de marketplace se tornem conhecidas.

 

Portanto, neste conteúdo mostraremos o que é marketplace, como funciona e por que você deve considerar investir nesse tipo de plataforma. Acompanhe a leitura do artigo para saber mais sobre o assunto!

 

O que é marketplace?

 

De forma simplificada, marketplaces são locais nos quais é possível comercializar seus produtos ou serviços, e no contexto de um e-commerce, os marketplaces consistem em grandes plataformas virtuais que aceitam vender produtos de outras marcas.

 

Walmart, Americanas e Submarino são alguns exemplos de organizações que utilizam esse recurso em um modelo funcional. Além dessas lojas, há também o Mercado Livre, que é um site especializado em vender produtos de outras empresas e, até mesmo, de pessoas físicas.

 

Ou seja, em um marketplace é possível expor um produto a milhares de pessoas, já que tratam-se de sites com um grande tráfego de usuários.

 

Lembrando que essas plataformas não costumam cobrar para anunciar os produtos, mas, sim, uma comissão por cada venda realizada, e esse valor pode variar. Falaremos mais sobre isso no próximo tópico.

 

 

Como funciona e quanto custa?

Os marketplaces funcionam como plataformas de troca de serviços, pois são ótimos locais para que empresas menores, que estão começando e, até mesmo, marcas já consolidadas no mercado divulguem seus produtos. Em troca, uma comissão é paga por cada transação concluída.

 

Apesar de variarem de uma plataforma para outra, os valores cobrados, geralmente, ficam em torno de 15% a 20% sobre o valor de cada venda.

 

Contudo, é muito importante destacar que os custos de gateway, marketing + adquirente, antifraude e fraude apurada são de responsabilidade de quem está utilizando o serviço, pois o pagamento do comprador é realizado ao marketplace e somente depois repassado ao vendedor que, após a conclusão do processo de compra e entrega é descontada a comissão.

 

Por que apostar em marketplaces?

 

Agora que você já sabe o que é marketplace, mostraremos alguns dos principais motivos para apostar nesse tipo de plataforma como estratégia para alavancar as vendas em seu e-commerce.

 

 

Aumenta a visibilidade do negócio

Certamente, uma das maiores vantagens de um marketplace é a visibilidade que ele proporciona às empresas que o utilizam para promover seus produtos ou serviços.

 

Quanto maior o número de visitas no site, mais sólido será o público alcançado, e isso reduz a necessidade de investir tempo e dinheiro em ações para divulgar sua marca. Um dos maiores exemplos disso é o Mercado Livre. O site é acessado por milhões de usuários todos os dias e é considerado um dos maiores representantes do segmento.

 

Outro aspecto positivo é que uma vez que seu produto integra a vitrine de uma das maiores plataformas do país, ele passa mais confiança e credibilidade aos clientes, ainda que a sua marca seja nova no mercado.

 

O marketplace pode ser o pontapé inicial que sua empresa precisa para começar a gerar confiança ao consumidor e se consolidar no segmento, pois subentende-se que os produtos vendidos são de qualidade e confiança.

 

 

Oferece uma grande diversidade de público

 

Um dos pontos mais atrativos de um marketplace é o fato de que ele expande o poder de alcance de seu e-commerce de maneira exponencial. Públicos que você sequer consideraria atingir passam a conhecer sua marca e isso é uma ótima oportunidade de crescimento para o negócio, já que você pode começar a ampliar seu leque produtos.

 

Dessa forma, sua empresa pode apostar em metas cada vez mais altas, podendo explorar novos nichos do mercado e fazendo com que ela se destaque ainda mais.

 

 

Melhora o índice de vendas

 

Você sabia que apesar da crise econômica, cerca de 43% dos internautas brasileiros realizam compras pela internet? Isso significa que ao trabalhar com uma plataforma de marketplace, você agrega mais ou menos 40 milhões de compradores em potencial.

 

Além disso, há a vantagem de que o marketplace faz todo o trabalho para promover seus produtos de maneira assertiva.

Digamos que você venda itens de cozinha. Se um cliente busca por panelas, por exemplo, a própria plataforma se encarrega de apresentar produtos semelhantes — como os seus — para agregar valor à venda. Afinal, a plataforma também tem interesse que você venda mais, não é verdade?

 

Por que não apostar somente em marketplaces?

 

Como você pode entender até aqui, investir em colocar seus produtos em plataformas de marketplace pode ser uma ótima estratégia para que sua marca ganhe visibilidade diante do público e para alavancar as vendas.

 

No entanto, essa não deve ser sua única estratégia. É muito importante ter uma loja virtual própria, ainda que ela trabalhe paralelamente com um marketplace.

 

Entre as razões para apostar suas fichas nesse tipo de tática podemos citar:

  • ajuda a estabelecer a marca em seu segmento de atuação — ter o próprio e-commerce é uma das melhores formas de consolidá-lo no mercado e fixá-lo na mentalidade do consumidor;
  • aumenta sua credibilidade — ter uma loja própria transmite um ar de profissionalismo e comprometimento aos clientes em potencial;
  • reduz custos — ao comercializar diretamente de seu próprio e-commerce, não é preciso arcar com com comissões por cada venda, entre outros gastos adicionais;
  • afirma a sua presença no âmbito digital — apostar no próprio espaço virtual para vender seus produtos ou serviços é uma forma de se autoafirmar no mercado, demonstrando imponência e confiança diante da percepção do consumidor.

 

Como você pôde conferir neste artigo sobre o que é marketplace, esse tipo de plataforma pode ser muito útil, principalmente para lojas virtuais que estejam começando a atuar no segmento e ainda não tenham um público fidelizado.

 

Além disso, mostramos que apesar dos marketplaces serem ótimas ferramentas para impulsionar a marca, ainda assim é fundamental que a empresa trabalhe para dar destaque ao site de seu próprio comércio eletrônico.

 

Agora que você já sabe o que é marketplace e por que apostar neste tipo de plataforma, não deixe de conferir também o nosso post sobre como a análise da concorrência pode ajudá-lo a competir no mercado!

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.