7 fatores que influenciam no ranqueamento de um e-commerce!

por Isabela Saney

Toda a loja virtual deve almejar ter um bom ranqueamento nos sites de busca, uma vez que a pesquisa orgânica é uma das principais formas de conversão. Não há uma fórmula mágica, é preciso percorrer um longo caminho para chegar às primeiras páginas dos buscadores, em especial o Google, de onde são feitas mais de 2 trilhões de pesquisas por ano em todo o mundo.

São muitos os fatores que influenciam os algoritmos dos buscadores, no entanto, alguns deles merecem mais atenção dos gestores de e-commerce. A partir deles, é possível definir uma estratégia de ranqueamento eficiente, capaz de atender às orientações das plataformas. Entenda quais são elas neste post!

1. Autoridade do domínio

A Autoridade do domínio (Domain Authority) é um indicador de qualidade que analisa links e define a importância do endereço eletrônico. Para isso leva uma série de fatores Off Page em consideração para atestar a qualidade do site. Entre esses fatores podemos listar:

  • idade do domínio;
  • boa reputação do site;
  • quantidade e diversidade de links externos que aponta para o site;
  • qualidade do conteúdo do site;
  • padrão temporal;
  • análise distributiva.

Não é uma tarefa simples manipular esse indicador. Boas estratégias de SEO, em especial nas descrições dos produtos são capazes de trazer resultados mais expressivos do que tentar algum tipo de manipulação (trataremos mais sobre o assunto a frente).

2. Relevância dos links

Relevância dos links não quer dizer que você deve inserir vários links nas páginas, mas sim links em outros sites que direcionem ao seu. Em outras palavras, quanto mais referências forem feitas em outras páginas do seu mercado de atuação, melhor é o entendimento dos buscadores sobre o seu conteúdo e sua importância. Isso fará com que seu e-commerce ganhe posições no ranking do buscador.

Um conteúdo original fará com que esse ganho ocorra de maneira orgânica. No entanto, é possível adotar uma estratégia de link building a partir de relações fortes com blogs e sites renomados do seu nicho ou em nichos complementares ao seu.

3. Conteúdo original e de qualidade

Nada de descrições copiadas de outros sites ou do fabricante. Um conteúdo original e de qualidade melhora o ranqueamento de forma sensível. Um texto com informações relevantes é sinal de profissionalismo e qualidade, além de ser uma oportunidade de demonstrar o comprometimento do negócio e sua autoridade no campo de atuação.

É realmente válida a premissa que a descrição de um produto contenha conteúdo original escrito por sua própria equipe. Mesmo que seja uma tarefa demorada, a originalidade é muito relevante para o SEO da sua Loja. Trata-se de um diferencial de mercado, que evita seu site se perca em meio a concorrência.

Crie um padrão para as descrições de seus produtos, regras para títulos, quantidade de palavras, entre outros pontos. Liste as características principais e tudo o que ele pode oferecer ao seu cliente, assim você assegura que nada de importante ficará de fora.

4. Aplicação de técnicas de SEO nas descrições

O ponto-chave são as descrições, mais do que isso, o conteúdo presente nelas. O SEO (Search Engine Optimization) visa otimizar esse conteúdo para os buscadores, em especial o Google, para ampliar o alcance e gerar maior tráfego orgânico e, como consequência, conversões.

As palavras-chave (keywords) são de extrema importância. Basicamente, são os termos utilizados pelos usuários em suas pesquisas que os levarão até o seu produto. Daí a necessidade de uma escolha cuidadosa, que leva em consideração pontos como o volume de procura, concorrência e adequação entre produto e termo.

Essas palavras devem estar presentes nos títulos, no decorrer do texto, nas imagens e nas meta descriptions. O ideal é ser criativo na descrição, coerente e informativo.

Para a escolha das keywords, os gestores podem se valer de sua experiência no nicho de atuação, colocar todos os termos relevantes em um papel e depois fazer testes com as ferramentas adequadas, entre elas, Google Keyword Planner para o planejamento, Google Trends para avaliar os termos em maior evidência e Google Search Console para descobrir quais os termos levam tráfego para as suas páginas.

5. Tempo de carregamento

O tempo de carregamento refere-se ao tempo de resposta que o site leva ao receber algum clique, como o tempo que ele leva para abrir uma página. Ninguém quer acessar um site com carregamento demorado e o Google deixa claro o quanto a demora pode prejudicar o ranqueamento.

Os buscadores levam em consideração o tempo de abertura na experiência do usuário. Eles não querem indicar sites que não estejam de acordo com seus parâmetros, portanto, a demora vai impactar negativamente na posição do e-commerce no buscador.

6. Responsividade

Com milhões de pessoas utilizando o smartphone diariamente para se comunicar, acessar conteúdo e comprar, não faz sentido negligenciar o acesso móvel. O e-commerce não só precisa se preocupar em oferecer um design responsivo, capaz de se adaptar a qualquer tamanho de tela, como também oferecer acesso rápido, navegação intuitiva e processos simples.

O Google, por exemplo, prioriza sites responsivos, que difere do site com versão mobile. Nos sites responsivos, toda a navegação se adapta ao dispositivo: resolução harmônica, menus, ícones, tudo deve se ajustar para enriquecer a experiência do usuário.

7. Certificados Digitais

Sites seguros, que adotam certificados digitais de segurança SSL e HTTPS ganham prioridade nas buscas. São os itens básicos de segurança de um site para demostrar que a página protege as transações entre a empresa e consumidor, com a criptografia das informações trocadas.

O certificado é emitido por uma empresa certificadora que confirma as informações disponibilizadas pela empresa. Um script é instalado no servidor de hospedagem para a validação do domínio, um processo automático, mas indispensável.

Esses são apenas alguns dos fatores que influenciam no ranqueamento, contudo, têm grande peso. Uma agência como a Auaha pode auxiliar nessa “escalada, em vários sentidos. Seu foco está em oferecer uma experiência de navegação rica, o que vai ser determinante para as conversões.

O conteúdo foi útil? Aproveite e siga a gente nas redes sociais. Sempre compartilhamos conteúdo interessante e que pode fazer a diferença na sua operação de e-commerce. Estamos no Facebook, no Instagram e no YouTube.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.